FEBRE AMARELA DUQUE DE CAXIAS

Febre Amarela Duque de Caxias Primeiro caso da doença pode ser confirmado nas próximas horas.
A cidade de Duque de Caxias, pode confirmar nas próximas horas seu primeiro caso de Febre Amarela. Se confirmado, este será o primeiro caso da doença na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

A paciente é moradora de Campos Elíseos e foi transferida na manhã deste domingo (02) para o CTI do hospital de Saracuruna, apresentando a forma mais grave da doença com insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados).

Atualizações:

Estaremos atualizando a todo instante aqui a cobertura do caso:

11:40 - A paciente acaba de ser removida do hospital para a realização de exames externos afim de confirmar o caso.
15:30 - Segundo o subsecretário de Saúde, a paciente foi levada a Fiocruz para realização de exames.
17:00 - A paciente já retornou ao hospital de Saracuruna, agora é esperar o resultado dos exames. Segundo médicos, duas hipóteses no momento: Febre Amarela ou Leptospirose.
17:10 - Prefeito solicita aumento de aplicação de inseticida através do "fumacê" nas ruas de Campos Elíseos.

OBS: Divulgamos essa informação a pedido da família e comprovamos no hospital a veracidade. Nossa intenção não é alarmar e sim informar a população este assunto de saúde pública. E fazemos as perguntas:
Por Que Duque de Caxias ainda não iniciou vacinação em massa?

Nossa equipe está em contato com a família aguardando maiores informações.


ATENÇÃO! COMPARTILHE ESTA INFORMAÇÃO!.
Queremos que seja iniciada a campanha de vacinação URGENTE, e não somente distribuição de 50 senhas por posto.

Seguimos acompanhando! Deixe seu comentário abaixo!

PREVENÇÃO

Como a transmissão urbana da febre amarela só é possível através da picada de mosquitos Aedes aegypti, a prevenção da doença deve ser feita evitando sua disseminação. Os mosquitos criam-se na água e proliferam-se dentro dos domicílios e suas adjacências. Qualquer recipiente como caixas d'água, latas e pneus contendo água limpa são ambientes ideais para que a fêmea do mosquito ponha seus ovos, de onde nascerão larvas que, após desenvolverem-se na água, se tornarão novos mosquitos. Portanto, deve-se evitar o acúmulo de água parada em recipientes destampados. Para eliminar o mosquito adulto, em caso de epidemia de dengue ou febre amarela, deve-se fazer a aplicação de inseticida através do "fumacê”. Além disso, devem ser tomadas medidas de proteção individual, como a vacinação contra a febre amarela, especialmente para aqueles que moram ou vão viajar para áreas com indícios da doença. Outras medidas preventivas são o uso de repelente de insetos, mosquiteiros e roupas que cubram todo o corpo.